Seja bem vindo(a)!!!!!!!


Temos aqui um pouquinho de cada coisa: moda, receitinhas, moldes, costura, curiosidades, artesanato e mais...

Se esta for sua primeira visita ao Entre Linhas e Tecidos, dê uma olhada neste link de um dos primeiros posts, ele explica nosso sistema... daí você pode vasculhar a vontade e garimpar as coisas que lhe interessam!

Fique a vontade, a casa é nossa!!!

domingo, 31 de janeiro de 2010

Colocação de ziper invisível

.

A colocação do ziper invisível sempre foi um mistério para mim, até que na aula de costura a Iara nos mostrou com fazer. No entanto isso já faz tempo e eu havia perdido as fotos que tirei na ocasião, como não fiz eu mesma a façanha - foi a própria Iara que executou sob os olhares atentos da mulherada e a câmera do meu celular, não consigo me lembrar dos detalhes para continuar a descrição. Para não perder de novo as fotos, vou postar assim mesmo, olhei com atenção e concluí que é possível seguir as imagens para executar, mas como não testei não vou descrever mesmo. Numa outra oportunidade testarei e postarei novamente com a descrição. Espero que possa ajudar alguém...




Clicando numa das fotos vc será redirecionado para o porta arquivo que contém a sequência de fotos, daí é só baixar. Ou, para garantir, neste link.

É isso aí!!!! Bom trabalho!

Bjocas


.

sexta-feira, 29 de janeiro de 2010

Shirley MacLaine

.
Gosto muito dessa atriz, tem uma história de vida muito forte... já li alguns livros dela. Mas o que eu quero mesmo é deixar registrado aqui este material que encontrei, gostaria de ter todos estes filmes...
Entre os livros podemos encontrar: Minha Vida; Em Busca do Eu; A Vida é um Palco; Não Caia da Montanha; Dançando na Luz; entre outros, vale conferir.


Shirley MacLean Beaty, conhecida como Shirley MacLaine (nacida em Richmond, a 24 de abril de 1934) é uma atriz estadunidense. Shirley estudou balé na infância e adolescência e, assim que se formou no curso médio, mudou-se para Nova Iorque, para realizar o sonho de se tornar uma atriz da Broadway. Numa de suas apresentações, foi notada por um produtor de cinema, que a convidou a ir para Hollywood e trabalhar na Paramount Pictures. O primeiro filme em que atuou foi The Trouble with Harry, dirigida por Alfred Hitchcock, em 1955. Shirley MacLaine é conhecida não apenas pela sua atuação no cinema, como também por ter escrito um grande número de livros autobiográficos e que relatam sua crença na reencarnação. Shirley tem uma filha e dois netos. É irmã do ator Warren Beatty e possui uma estrela na Calçada da Fama, localizada em 1615 Vine Street.

Filmografia
2010 - Valentine’s Day (br: Idas e Vindas do Amor)
2008 – Coco Chanel (TV)
2007 – Closing the Ring (br: Um amor para toda a vida)
2005 – Bewitched (br: A feiticeira / pt: Casei com uma feiticeira)
2005 – Rumor Has It (br / pt: Dizem por aí…)
2005 – In Her Shoes (br: Em seu lugar / pt: Na sua pele)
2003 – Carolina
2003 – Salem Witch Trials (br: As bruxas de Salem) (TV)
2002 – Hell on the Heels: The Battle of Mary Kay (br: A batalha de Mary Kay) (TV)
2001 – These Old Broads (TV)
2000 – Bruno
1999 – Joana D’Arc (br / pt: Joana D’Arc) (TV)
1999 – Get Bruce1998 – Looking for Lulu1997 – A Smile Like Yours (br: Um sorriso como o seu)
1996 – An Evening Star (br: O entardecer de uma estrela)
1996 – Mrs. Winterbourne (br: Amor por acidente)
1995 – The West Side Waltz (br: Valsa da vida) (TV)
1995 – The Celluloid Closet (br: O outro lado de Hollywood)
1994 – Guarding Tess (br: O guarda-costas e a primeira-dama / pt: O agente secreto)
1993 – Wrestling Ernest Hemingway (br: Recordações)
1992 – Used People (br: Romance de outono)
1991 – Defending Your Life (br: Um visto para o céu)
1990 – Postcards from the Edge (br: Lembranças de Hollywood / pt: Recordações de Hollywood)
1990 – Waiting for the Light (br: Fantasmas endiabrados)
1989 – Steel Magnolias (br / pt: Flores de aço)
1988 – Madame Sousatzka (br: Madame Sousatzka)
1987 – Out on a Limb (br: Minhas vidas) (TV)
1984 – Cannonball Run II (br: Um rally muito louco)
1983 – Terms of Endearment (br / pt: Laços de ternura)
1980 – A Change of Seasons
1980 – Loving Couples (br:Casais trocados)
1979 – Being There (br: Muito além do jardim)
1977 – Sois belle et tais-toi
1977 – The Turning Point (br: Momento de decisão)
1976 – Gypsy in My Soul (TV)
1975 – The Other Half of the Sky: A China Memoir
1973 – Year of the Woman
1972 – The Possession of Joel Delaney (br: Possuídos pelo mal)
1971 – Desperate Characters
1969 – Two Mules for Sister Sara (br: Os abutres têm fome)
1969 – Sweet Charity (br: Charity, meu amor)
1968 – The Bliss of Mrs. Blossom
1967 – Woman Times Seven (br: Sete vezes mulher)
1966 – Gambit (br: Como possuir Lissu)
1965 – John Goldfarb, Please Come Home
1965 – The Yellow Rolls-Royce (br: O Rolls-Royce amarelo)
1964 – What a Way to Go! (br: A senhora e seus maridos)
1963 – Irma La Douce (br: Irma La Douce)
1962 – Two for the Seesaw (br: Dois na gangorra / pt: Baloiço para dois)
1962 – My Geisha (br: Minha doce gueixa)
1961 – Two loves
1961 – The Children’s Hour (br: Infâmia)
1961 – All in a Night’s Work (br: A dama da madrugada)
1961 – Ocean’s Eleven (1960) (br: Onze homens e um segredo)
1960 – The Apartment (br: Se meu apartamento falasse / pt: O apartamento)
1960 – Can-Can (br: Can-Can)
1959 – Ask Any Girl (br: Elas querem é casar)
1959 – Career (br: Calvário de glória)
1958 – Hot Spell
1958 – The Matchmaker (br: A mercadora de felicidade)
1958 – Some Came Running (br / pt: Deus sabe quanto amei)
1958 – The Sheepman
1956 – Around the World in 80 Days (br: A volta ao mundo em 80 dias / pt: Volta ao mundo em oitenta dias)
1955 – Artists and Models (br: Artistas e modelos)
1955 – The Trouble with Harry (br / pt: O terceiro tiro)

Prêmios e indicações
Oscar (EUA)Recebeu cinco indicações na categoria de “Melhor Atriz”, por Deus sabe quanto amei (1958), Se meu apartamento falasse (1960), Irma La Douce (1963), Momento de decisão (1977) e “Laços de Ternura” (1983); venceu por Laços de Ternura. Recebeu uma indicação na categoria de “Melhor Documentário”, por The Other Half of the Sky: A China Memoir (1975).Globo de Ouro (EUA)Recebeu três indicações na categoria de “Melhor Atriz - Drama”, por Deus sabe quanto amei (1958), Laços de ternura (1983) e Madame Sousatzka (1988); venceu por Laços de Ternura e Madame Sousatzka. Recebeu nove indicações na categoria de “Melhor Atriz - Comédia /Musical”, por Elas querem é casar (1959), Se meu apartamento falasse (1960), Irma La Douce (1963), Como possuir Lissu (1966), Sete vezes mulher (1967), Charity, meu amor (1969), Muito além do jardim (1979), Romance de outono (1992) e O guarda-costas e a primeira-dama (1994); venceu por Se meu apartamento falasse e Irma La Douce.Recebeu duas indicações na categoria de “Melhor Atriz - Filme para TV / Mini-série”, por Minhas vidas (1987) e Hell on Heels: The Battle of Mary Kay (2002). Recebeu duas indicação na categoria de “Melhor Atriz Coadjuvante”, por Lembranças de Hollywood (1990) e Em seu Lugar (2005).Recebeu o prêmio de “Melhor Revelação Feminina”, em 1955. Prêmio Cecil B. DeMille (EUA) Em 1998, concedido pela Associação de Jornalistas Estrangeiros de Hollywood.BAFTA (Reino Unido) Recebeu três indicações na categoria de “Melhor Atriz”, por Muito além do jardim (1979), Laços de ternura (1983) e Lembranças de Hollywood (1990). Recebeu cinco indicações na categoria de “Melhor Atriz Estrangeira”, por O terceiro tiro (1955), Elas querem é casar (1959), Se meu apartamento falasse (1960), Irma La Douce (1963) e A senhora e seus maridos (1964); venceu por Elas querem é casar e Se meu apartamento falasse.Recebeu uma indicação na categoria de “Melhor Atriz Coadjuvante”, por Flores de aço (1989). Festival de Berlim (Alemanha)Ganhou duas vezes o Urso de Prata, na categoria de “Melhor Atriz”, por Elas querem é casar (1959) e Desperate Characters (1971).Ganhou um Urso de Prata honorário em 1999, em homenagem à sua carreira.Festival de Veneza (Itália)Ganhou duas vezes o troféu Volpi, na categoria de “Melhor Atriz”, por Se meu apartamento falasse” (1960) e Madame Sousatzka (1988).Framboesa de Ouro (EUA)Recebeu uma indicação na categoria de “Pior Atriz”, por Um rally muito louco (1984).

.

quarta-feira, 27 de janeiro de 2010

Glee - a série - um clip

.
Tem alguém acompanhando a série Glee, passa na Fox, sei lá que dia? É bem legal, pra quem gosta de musicais, é claro - e eu adoro.... enfim, recebi por e-mail um dos clips, simplesmente magnífico. Olha aí:

video

.

terça-feira, 19 de janeiro de 2010

Filme: Coco avant Chanel - 2009

video

Sábado, um dos de janeiro, no canal GNT passou o filme Coco Chanel (2008) com Shirley MacLaine - fabuloso! Só fiquei esperando mais sobre ela e acabou.... Agora, pesquisando na internet soube de mais um filme sobre ela: Coco antes de Chanel (2009), ainda não assisti, mas estou providenciando...

Acrescentando em 31 de janeiro: o filme que passou na GNT foi a parte 1 - de 2 partes, achei na net, baixei e agora assisti inteiro. Este é de 2008 e o Coco avant Chanel é de 2009. O de 2008 não substitui o de 2009, são leituras diferentes, ambas fabulosas. O de 2009 é mais delicado e mostra Coco como ela realmente foi, briguenta e determinada desde o princípio; já o de 2008, Coco é mais suave no início, no entanto, mostra muito mais de suas criações. Ah! Detalhe: o de 2009 é francês, e no idioma original fica muito mais fabuloso, envolto numa névoa de mistério e fantasia....

O ícone Coco Chanel, mantém até nossos dias a atmosfera de descrição e elegância, assim querer saber sobre moda torna-se fundamental querer saber sobre Coco,

"A biografia fundamental não apenas para quem pretende ingressar no mundo da moda…mas para todos que buscam, de qualquer forma, trazer o novo e quebrar as regras.

Qualquer pessoa com o mínimo interesse por moda com certeza já ouviu falar em Chanel. Mas o que nem todos sabem é que muito antes de se tornar uma marca mundialmente reconhecida, um século atrás, Gabrielle Chanel era apenas uma mulher que, com seu olhar único, começava a mudar para sempre o cenário da moda. E é isso que mostra o novo filme de Anne Fontaine, Coco avant Chanel.


Começando com um pequeno olhar sobre a infância de Chanel em um orfanato, o filme mostra diferentes fases da vida da estilista antes de se tornar reconhecida. O foco nos detalhes nos dá uma visão do que a inspirava e mostra sua capacidade de se apropriar de referências do cotidiano e transformá-las em ícones que são revisitados até hoje por muitos estilistas.
Em um mundo cheio de excessos e falsidades, Chanel se destacou pela simplicidade. Nada passava despercebido. Uma viagem à praia, onde ela observou os pescadores trabalhando, resultou nas listras bicolor que se tornaram parte da história da marca. A convivência com freiras enquanto criança se tornou mais tarde na aposta do preto/branco como uma combinação revolucionária e chique.


Em um primeiro momento, entre toda extravagância da época, seus trajes eram motivo de comentários e críticas. Porém, com a Primeira Guerra, o estilo descomplicado e minimalista de Chanel fazia sentido, onde a formalidade e a presunção não eram mais bem vindas. As pessoas abertas ao novo compreenderam que aquele era o figurino sob medida para os novos tempos.
Ela buscava acima de tudo libertar as mulheres. Baniu os espartilhos do vestido para poder dançar melhor e se apropriou do guarda roupa masculino vestindo calça para conseguir andar à cavalo. Enquanto muitos tentavam manter a imagem de “mulheres intocáveis” em plena guerra, Coco Chanel desenhava modelos próprios para trabalhar, pensando na praticidade e conforto..."

Continue lendo...

quinta-feira, 14 de janeiro de 2010

drinques

Uma lista de drinques para todos os gostos, vale conferir:



Acapulco
Adios, mother fucker
Alexander
Algonquin
Amaretto Sour
Atomic cocktail
B-52
Belfast carbomb
Bellinni
Black Velvet
Blackjack
Bloody Mary
Bourbon collins
Bourbon gin fizz
Brazilian Cosmopolitan
Caipirinha
Caipirinha de melancia e melão
Caipirinha Fruit Honey
Caju Amigo
Candy
Cherry cherry
Chocolate Cake
Cosmopolitan
Cuba Libre
Cucumber martini
Daiquiri
Danish Mary
Dr. Pepper
Dry martini
Erotica
Espresso martini
French 75
French martini
Gin Fizz
Gin Tônica
Godfather
Havana Club
Hemingway
Highland Refresher
Hot Brick Toddy
Irish coffee
Jamaican Beer
Japanese fizz
Kentucky cocktail
Kir
Kir royale
Lemoncello cremoso
Linchburg Lemonade
Liquid Cocaine
Liquid Viagra
Long Island Ice tea
Lynchburg Lychee-ade
Magic Dream
Mai Tai
Manhattan
Margarita
Margarita de chá verde
Mexitalian martini
Midnight Sun
Mimosa
Mojito
My precious
Negroni
Old-fashioned
Orange blossom
Orgasm
Piña Colada
Pisco Sour
Quentão
Raititi
Red eye
Red Lotus
Rusty Nail
Sake to me
San remo
Sangria
Sex Lemonade
Sex on the beach
Sour mix
Sparkling Hunt Punch
Tequila sunrise
The Gold Rush
Tropical champagne
Vinho quente
Volcano
Wallpaper
Whisky Sour
White Russian

Culinária

Culinária duvidosa......

"
Ingrediente especial: esperma

“Sêmen não é só nutritivo mas também tem textura maravilhosa e incríveis propriedades culinárias. Tem produção gratuita e está disponível na maioria, senão em todos, os lares e restaurantes. E mesmo com todas as qualidades, o sêmen ainda é negligenciado como comida- este livro espera mudar isso“. É assim que começa o livro de receitas Natural Harvest – A Collection of Semen-Based Recipes, lançado nos EUA. O ingrediente primordial de todas as receitas? Esperma humano! Coisinha bem caseira…

Daí você pensa: “Puts, coisa nojenta!”. Eu também. Mas o autor continua “Algumas pessoas tendem a não querer o sêmen como ingrediente por pensar que ele é amargo ou salgado. Esta é o mesmo tipo de impressão que tem uma pessoa que experimenta vinho pela primeira vez. Como outras comidas, o sabor e o aroma do sêmen de ‘abrem’ e são melhor apreciados quando o gourmet está apto para comparar e discutir o assunto com outros connoisseurs”. Acho que eu não conheço nenhum connoisseur deste tipo específico de cozinha…

As receitas dividem-se em Drinques, Entradas, Pratos Principais, Molhos e Sobremesas. Você encontra “Irish Coffee com Creme Extra”, “Ostras Feitas por Homem”, “Sashimi de Atum com Molho Caseiro” (hahahaha”), “Creme Caramel de Esperma”, “Tiramisu Surpresa” e outras iguarias.

Gente, é sério. Não tô brincando.

Ficou interessado? A obra pode ser adquirida aqui, e custa U$24,95 (sem os impostos). Ah, o autor tem um site,meigamento nomeado de “Cozinhando com por… esperma”.

Abriu o apetite?
"

Disponível em: Gastrolândia

quarta-feira, 6 de janeiro de 2010

Voltando ao assunto: "leitura"


Olha só a próxima leitura, PROMETE!!!!!!

Numerologia

Que tal dar uma olhadinha na sua energia a partir da numerologia?

É bem interessante.... siga o link da figura e depois dê uma passeada pelo site.... é um bom começo.



Y

terça-feira, 5 de janeiro de 2010

Leitura!!!!!

.
Até que enfim sobrou um tempinho para ler!

Acabei de ler "O Amor é Fogo" da Nora Ephron, a mesma autora de "Meu Pescoço é um Horror", que eu também já li... hilário. Adorei a linguagem e as colocações...

Daí me indicaram tantos outros e agora estou lendo "Melancia", de Marian Keyes, estou na metade... e adorando. É o primeiro que leio desta autora, a llinguagem é muito próxima da Nora Ephron, mais debochada... estou adorando. Depois que eu terminar vou ler outro. São vários: Los Angeles, Casório?!, Sushi, Férias, É agora... ou nunca, Um Bestseller pra Chamar de Meu. Estou lendo o livro mesmo, em papel, mas se alguém quiser tem vários blogs por aí com a coleção toda.
Um deles é o http://www.portaldetonando.com.br, é só se cadastrar...
Essa leitura garante o bom humor!
Aproveite!
.